quinta-feira, 12 de novembro de 2009

-Você já pensou

na quantidade de pessoas que tem no mundo? Gente que está rindo, cantando, cozinhando. Gente que é boa pra caralho e que provavelmente nunca vamos conhecer. Gente escrevendo, escutando música, fumando baseado. Em festivais de música, mergulhando na praia, se escondendo do frio em bares abafafos. Gente vivendo, amando, sobrevivendo. Gente fazendo sexo, fazendo arte, olhando pro teto com os amigos ou casos. Fazendo pedido a estrelas, se esforçando pra não pegar outro cigarro. Gente de saco cheio, com sacos vazios, que não param em pé. Gente...

-Eu não penso, que é pra não me sentir sozinha. No meu mundo só eu e minha coca sem gás.

3 comentários:

theo disse...

Não sei se isso é bom ou ruim pro seu lado criativo, na verdade. É bom que você consiga e se interesse por sintetizar as idéias dos outros no que você faz, de forma a agradar a ambos. Mas vai saber se isso reprime sua própria criatividade. Não sei.

Eu prefiro fazer o que eu faço pra mim mesmo. Agradar aos outros é a última coisa que me pode acontecer.

theo disse...

/\ OK, esse último comentário não era pra você.

Eu gosto de pensar nisso, mas prefiro imaginar quantas pessoas no mundo estão ouvindo a mesma música que eu, ou o mesmo álbum ou o mesmo artista. É uma sensação de coletividade e compreensão, ao mesmo tempo que de solidão.

ritaloureiro disse...

foda.