sábado, 13 de outubro de 2007

Não leia se prezar seu tempo

[com erros de digitação e de correção do Word]

Hoje não estava com vontade de escrever, mas ontem sim. Ontem eu terminei um livro. Há quanto tempo não sentia essa sensação boa... Ok, o livro não era nenhum clássico, nem nada, mas era bom. Vá lá, também não era o que se pode chamar de ótimo, era apenas bom. Bom o suficiente. O nome: Bubble Gum. Autora: Lolita Pille. Era sobre um casal, Manon e Derek, um tanto quanto peculiar. Eles eram os melhores, cara. Ele principalmente. Me senti um pouco Derek depois de ontem.E um tanto quanto Manon, mas ok. Comecei a ler Nietzsche.Espero que esteja escrito certo. Me parece bom...
Voltando ao Derek, ele ouve Leonard Cohen. Leonard Cohen é bom. E eu sei disso porque o meu professor do inglês levou para que nós ouvíssemos. O meu professor do inglês tem um gosto musical legal. Ele é daquele tipo inteligente de cara.
Além de Leonard Cohen, o Derek faz menção à vários outros artistas. Ele em um gosto musical legal, também.
Perdoem-me essa escrita horrível com palavras chulas, mas, cara, eu só estou tentando produzir algo.
Falando de música, eu estou ouvindo Oásis. Faz pouco tempo que passei a ouvir Oasis com freqüência...Mas adoro, muito. A música era Sad Song, e não sei porque lembrei da foto da minha mãe que pus no orkut, antes de saber o titulo e do que se tratava – tenho preguiça de usa o meu inglês.Eu pus uma foto da minha mãe no orkut. É ela novinha, comigo nos braços.Devo ter acabado de nascer, e tal... Quando eu via aquela foto, tinha vontade de chorar. Ainda tenho, às vezes. “ O que não vemos, não pode ser real, o que não tocamos, não podemos sentir”, diz a música. Não sei se faz muito sentido.
Lembrei que o professor do inglês passou the doors pra gente uma vez. Não fazia mesmo muito sentido. Não acredio que eu confundia o cara do the doors com o Elvis, anigamente.Meeeu Deus.
Lembrei de Léo agora...”meu deus” “parem de me chamar”, e tal...Mas não vou ficar escrevendo sobre ele.. Não agora, eu acho. Aliás, ele me lembraria o Derek. Se léo fosse bilionário e falasse ‘cocota’, claro.Além de ser argentino ou qualquer coisa assim.Não lembro direio de onde era o Derek.E se Léo ouvisse Leonard Cohen, White Stripes e Nina Simone, além de música clássica. Aliás, Nina Simone cantando “Ne me quite pas” não é legal. Ou vai ver é só “Ne me quite pas” que não é leal. Não sei, nunca ouvi nenhuma outra musica de nina simone. Nem quero procurar, acho.
Ai, ai, acho que acabou o assunto. Porra, não quero parar de escrever.Eu poderia escrever algo que não fosse sobre mim...Assim, pra não ocninuar escrevendo sempre as mesmas coisas, e tal...Aliás, esses dias me veio uma idéia pra um cono/crônica (não sei bem a diferença) esses dias. Começava com a mulher acordando e ouvindo as filhas canando “we wish you a merry christmas”.Não me lembro do resto. A propósio, minhas idéias sempre têm haver com pessoas acordando e ouvindo músicas...
Quero escrever uma song. Mas, caramba, não sei com o que!
Goddamnit...
E esse maldio teclado que não pega nem o T e nem o G direito...
É estranho como o assuno acaba e Não acaba de formas esttranhas. Pronto, danou-se a any a falar estranho.
Aaaaaah Oasis é tão legal.”you turned me out, your love is like a bomb” Baaah, acho que estou com sono.
Vocês gosam de zeca Baleiro? Eu adoro, sabe. É tãããõ legal. É igual a snow patrol e a Oasis em índice de ‘bacanice’. Claro que eles são estilos compleamente diferenes, mas, ah, cara, que danem-se os estilos! Importa é se é bom, né não?
Enão, ontem eu tava ouvindo zeca baleiro...AAAAAAH, foi inspirador. Por isso que eu botei a foto da mãe no orkut e scaneei outras...
Olha, quer saber? Eu acho que vou sair do pc...Ler um pouco.
Há, eu não quero ler.
Mas também não quero ficar aqui...
Acho que eu preciso almoçar.
Aaaaaaaah.

6 comentários:

ana! disse...

zeca baleiro, poxa! *-*
snow patrol me leva as nuvens, é incrível como músicas são revolucionárias.
amai seu post, poxa.

"eu bem que tento, tento... tento entender; mas a minha alma, não quer nem saber..."

L disse...

Ne me quite pas....

hum...

superlativa disse...

minha irmã casou, a de branco

superlativa disse...

nietzsche? o quê?

Lola disse...

eu nunca casei. o.o
any, queria falar com vc. =D

Anônimo disse...

Vim parar ao teu blogue pesquisando no google "leonard cohen+música sobre uma virgem", que já descobri ser a Sing another song, boys.
Li a 1.a página (sim e eu prezo o meu tempo), bisbilhotei os arquivos. É certo que só lês porcaria (tirando talvez lá o Augusto dos Anjos), ms n escreves mal (desculpando os erros, quanto à ausência de maísculas, deve ser estilo, tipo e.e. cummings).
Keep writing =]