segunda-feira, 27 de agosto de 2007

"E apesar de já ser assim tão tarde,
Aquela humanidade parasita,
Como um bicho inferior, berrava, aflita,
No meu temperamento de covarde!"

Nenhum comentário: