sexta-feira, 6 de julho de 2007

Acordou, e, como todos os dias, foi direto ao banheiro. Escovou os dentes com a porta do armário de escovas aberto.Desde que desistira de lutar contra abalança, evitava todo e qualquer tipo de espelho.

Despiu-se. Ia tomar banho, tinha que acordar. Parou e fitou o boxe, tentando lembrar a última música que ouvira antes de dormir. Fume de seu boxe que levou um susto.

Se não soubesse que morava sozinha, teria procurado por outra pessoa no banheiro. Sua silhueta estava definida na escuridão daquele vidro. Tinha, agora, cintura. Suas pernas estavam torneadas. Não podia acreditar. Foi correndo ao quarto.Quase tropeçou na blusa que deixara largada no chão na noite anterior, mas precisava conferir.

Era real. O que ela via no espelho, longe do manequim XG que usava, era um corpo digno de propaganda de cerveja. Dançou, pulou, cantou... Como nunca fizera antes. Mas então ficou preocupada. Não tinha mais nenhuma roupa que lhe servisse. Hpf.Talvez fosse melhor não emagrecer.Iria gastar horrores em roupas!

2 comentários:

superlativa disse...

eu gosto tanto dessa lembrança que ando com as roupas caindo

Anjuli Laz disse...

Oh girls just wanna have fun!

(foi a única coisa que me veio à cabeça.)